Parabéns aos alunos e docentes

Postado por UFF CAMPOS em 23/ago/2018 -

Alunos do curso de Economia da UFF Campos (ESR – Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional) são destaque no Prêmio de Monografia Celso Furtado, promovido pelo CORECON-RJ, e conquistam as três primeiras colocações.

Após a morte do Economista Celso Furtado, em 20 de novembro de 2004, o CORECON-RJ, a partir do ano de 2005, decidiu homenageá-lo, intitulando o certame de PRÊMIO DE MONOGRAFIA ECONOMISTA CELSO FURTADO. A primeira premiação foi realizada em 1990 e completa 28 anos em 2018. Durante esse tempo,  cerca de 425 monografias foram analisadas,  83 premiações foram entregues e  36 monografias receberam  o título de Menção Honrosa.

 

Os Trabalhos Monográficos dos alunos do curso de Ciências Econômicas da UFF Campos (ESR) conquistaram o 1º, 2º e 3º lugares no  XXVIII Prêmio de Monografia Economista Celso Furtado de 2018, promovido pelo CORECON-RJ.

O primeiro lugar foi dividido por alunos da UFRRJ-Três Rios, UFRRJ-Seropédica e UFF-Campos. O trabalho premiado em primeiro lugar, da UFF-Campos,  foi o do aluno Ozias Santos da Conceição Oliveira, orientado pelo professor Leonardo Magalhães Leite, e intitulado “Teoria Marxista do valor e mercado mundial: uma contribuição aos estudos sobre os mecanismos de funcionamento do capitalismo global“.

 

O segundo lugar foi conquistado pela monografia da aluna da UFF-Campos, Lívia Mara Mattos Pinto Salgado, orientada pelo professor Roni Barbosa Moreira, e intitulado “Determinantes da criminalidade: uma análise sobre as regiões norte e noroeste fluminense e baixadas litorâneas“. O terceiro lugar também foi conquistado pela aluna da UFF-Campos, Dayane Ferreira Quintanilha, orientada pelas professoras Graciela Aparecida Profeta e Simone Manhães Arêas Mérida, e intitulado “O regime geral da previdência social no Brasil – uma análise empírica do período de 2002 a 2014”.

 

A entrega dos prêmios será no dia 23 de agosto de 2018, quinta-feira, a partir das 18h30, no auditório do CORECON-RJ, localizado na Av. Rio Branco, nº109, 19º andar.

Vale destacar que, no ano de 2018, segundo informações do CORECON-RJ, instituições  públicas  e privadas que possuem cursos de graduação em Economia já consolidados, à exemplo da  UFRJ, UERJ, Estácio, PUC Rio, FGV, UFF Nitéroi, IBMEC, dentre outras,  selecionaram suas melhores monografias para disputarem a premiação. No histórico do prêmio Celso furtado, o feito realizado pelos alunos da UFF Campos, de conquista das três primeiras colocações em um único evento, é algo inédito e de grande relevância.

A Professora Graciela Profeta, ex-Coordenadora Acadêmica do Curso de Economia da UFF/Campos, considera que, como fruto do projeto RENUI, o curso é ainda jovem. A primeira turma teve início em junho de 2009 e os primeiros alunos se formaram no ano 2013.  O curso avança em seu processo de consolidação. Em nove anos de existência, formou 139 alunos. Professora Graciela atribui os resultados conquistados à qualidade do seu jovem corpo docente,  à competência dos técnico-administrativos, ao zelo e dedicação dos gestores do curso, (chefes e subchefes, coordenadores e vice- coordenadores, tanto os atuais como os que já ocuparam tal posição) e da própria gestão do ESR ao longo dessa caminhada. Sabemos que os desafios são crescentes, mas primamos pela educação de qualidade e pública, acrescentou a professora Profeta.

 

Professora Vanuza Ney, outra ex-Coordenadora do curso de Economia da UFF/Campos, ressalta que não é a primeira vez que o curso é reconhecido com o prêmio Celso Furtado.  No ano de 2014, obteve a 1a colocação com a monografia intitulada “Evolução da densidade industrial dos estados do Sudeste brasileiro: pode-se falar em desindustrialização?”, do aluno Vinicius Toledo, orientado pelo Professor Roberto Cezar Rosendo. No mesmo ano, o referido trabalho foi agraciado como a 2ª melhor monografia a nível nacional, em premiação do COFECON. Em 2015, com a monografia intitulada “Agrupamento e Hierarquização dos municípios do estado do Rio de Janeiro: uma análise de cluster e de turnover”, da aluna Kamila Campos, orientada pelo professor Alan Arêdes, obteve o 4º lugar (menção honrosa).

 

De acordo com a atual Coordenadora do Curso de Economia de Campos, professora Patrícia Abrita, além das premiações supracitadas, o curso é reconhecido pelo MEC com conceito 4, obteve nota 3 no ENADE de 2015 e obteve 4 estrelas na avaliação do guia do estudante de 2017.  A professora Patricia Abrita destacou a pesquisa realizada em 2018, intitulada “Avaliação de egressos do curso de Economia da Universidade Federal Fluminense-Unidade de Campos dos Goytacazes”, realizada sob a coordenação da profª Graciela Profeta. A pesquisa abarcou uma amostra de 35 egressos, oriundos de uma população de 90 alunos, formados no período de 2013 a 2017/01. Dos entrevistados, 97% avaliaram que o corpo docente do curso é considerado bom a excelente; 83% disseram que o conteúdo ministrado em sala de aula é também bom a excelente; 91% afirmaram que recomendariam o curso a outras pessoas e a nota média atribuída, em uma escala de 1 a 10, foi de 8,2. Ademais, 75% disseram que iniciaram a vida profissional em até 6 meses após a formatura. Também há de se notar que a pesquisa revelou que, dos alunos formados pelo curso, a maior parte que optou por seguir a carreira acadêmica conseguiu ingressar em programas de pós-graduação (mestrado e doutorado) na área de Economia, em instituições reconhecidas nacionalmente.

 

Para o professor Roberto Rosendo, atual Diretor da UFF Campos e também ex-Coordenador do curso de Economia, os bons resultados obtidos, em apenas 9 anos de existência do curso, podem ser atribuídos, respectivamente, ao apoio dos Diretores do ESR desde a implantação do REUNI, ao importante suporte  do bacharelado de Ciências Econômicas da UFF/Niterói, no início de sua estruturação, e, ainda,  a princípios cultivados deste a sua fundação: respeito à pluralidade de pensamento, estímulo ao diálogo, gestão participativa, desenvolvimento de atividades de apoio a seus estudantes e permanente incentivo à dedicação  de seu corpo docente, discente e técnico-administrativo.

 

Apesar de estar no interior do Estado do Rio de Janeiro, dos poucos anos de existência e das restrições, envolvendo infraestruturas acadêmicas, o curso de Ciências Econômicas da UFF Campos tem caminhado no sentido de proporcionar aos seus discentes uma formação de excelência, no mesmo nível dos melhores cursos de Economia do Rio de Janeiro e do Brasil. “Uma alegria para a Universidade Federal Fluminense e para a UFF/Campos”, destacou o professor Rosendo.

 

Parabéns aos alunos e docentes pela conquista que tanto nos orgulha!

0 Comentários

Os comentários estão fechados.

Copyright ©2017 - UFF CAMPOS - Todos os direitos reservados

Pin It on Pinterest